Home / Destaques / Instalação elétrica tem prazo de validade?

Instalação elétrica tem prazo de validade?

A resposta para a pergunta que dá título a esse texto é simples. Sim, como todos os produtos/materiais, o sistema elétrico de sua residência/comércio tem uma data de validade. Na realidade a forma mais correta é afirmar que a instalação elétrica tem um prazo de vida útil e que é importante se observar os primeiros sinais de desgaste nos condutores e componentes.

 

 

Entretanto, por estarem escondidas por trás das paredes e dentro dos conduítes, as instalações elétricas residenciais acabam não recebendo a atenção devida. O estudo Raio-X das Instalações elétricas Residenciais Brasileiras, desenvolvido pela Abracopel, mostra que 60% dos participantes do levantamento nunca reformaram ou não sabem informar se já houve reforma no sistema elétrico. Outro dado alarmante é que das pessoas que fizeram a reforma, 66% dos entrevistados afirmaram que não desenvolveram projeto elétrico e, na outra ponta, 10% da amostra apontou o pedreiro como responsável pela reforma da instalação elétrica.

 

Como identificar a hora de trocar?

Tomadas e interruptores tem sua vida útil estimada em manobras – ou quantas vezes você aciona os interruptores ou conecta/desconecta aparelhos da tomada – e é mais fácil de se perceber a hora de trocar, seja por falhas mecânicas ou elétricas. No caso de tomadas, um dos primeiros sinais de desgaste é o aquecimento fora do comum da própria tomada e/ou do plugue.

Disjuntores e dispositivos DR também tem sua vida útil estimada em manobras. Em condições normais de operação, com desarmes ocasionais de proteção, esses equipamentos podem resistir tranquilamente a 25 anos ou mais de operação. Porém, vale ficar atento para os sinais de desgaste dos componentes, especialmente quando começam a ocorrer desarmes frequentes dos disjuntores e DR ou operações consideradas fora da normalidade.

Fios e cabos elétricos também tem uma vida útil longa, sendo estimada em 30 anos dentro das condições normais de operação. Vale ressaltar que essa estimativa leva em conta que os fios e cabos elétricos estão sendo utilizados dentro da faixa de corrente estipulada pelo fabricante e nas condições normais de temperatura ambiente. A medida que o condutor é exposto a situações ambientais e/ou de uso extremas, a vida útil pode cair drasticamente. Um dos primeiros sintomas de que está na hora de trocar os condutores da sua residência é o aumento fora do padrão no consumo de energia elétrica e o desarme anormal dos disjuntores, esse último causado por eventuais curtos circuitos.

Cuidar da instalação elétrica de sua residência não deve ser encarado como um custo, mas sim como um investimento que você faz em seu patrimônio e na segurança de sua família. Faça um check-up da parte elétrica a cada 5 anos com um engenheiro elétrico ou eletricista para identificar proativamente um eventual problema de instalação. Se sua residência não tem projeto elétrico, vale a pena contratar um profissional qualificado para fazer essa documentação e de quebra modernizar todos os componentes de sua instalação.

E antes de construir ou reformar, consulte a Elbran. Nós temos as melhores soluções em elétrica e iluminação para a sua residência e imóvel comercial. São fios, cabos, dispositivos de segurança, tomadas, interruptores e muito mais. Acesse nosso site www.elbran.com.br e compre já!

 

Veja também

Qual a diferença entre corrente alternada e corrente contínua?

Em algum momento você deve ter ouvido falar sobre essas nomenclaturas, mas será que você …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *