Home / Destaques / Você sabe o que é um disjuntor?

Você sabe o que é um disjuntor?

Já falamos algumas vezes aqui no Blog da Elbran sobre a importância do uso dos disjuntores como equipamento de segurança e como item fundamental em qualquer instalação elétrica. Porém, você sabe o que é um disjuntor? Quais modelos existem no mercado? Hoje vamos abordar aqui no Blog essas dúvidas sobre os disjuntores.

Ao pé da letra, o disjuntor é um dispositivo eletromecânico que monitora a quantidade de corrente elétrica que passa por seu sistema interno. Ao detectar que a corrente elétrica está fora dos padrões estabelecidos, uma série de mecanismos desarmam o disjuntor e bloqueiam a passagem de qualquer tipo de carga elétrica, evitando acidentes e até incêndios iniciados por problemas elétricos.

Como já abordamos em outros textos aqui no Blog, a principal função dos disjuntores é ser um componente de segurança. Porém muitos eletricistas também utilizam os disjuntores como uma ferramenta no seccionamento de circuitos elétricos. O que isso significa? Significa que no quadro geral o eletricista pode separar os diversos circuitos elétricos da casa, como por exemplo, colocar um disjuntor para cada cômodo da casa. Isso facilita a manutenção posterior, fazendo com que apenas o circuito desejado seja desligado enquanto os demais funcionam normalmente.

No mercado existem disjuntores de diferentes especificações e que suportam diferentes cargas de corrente. Os tipos mais comuns de disjuntores se resumem a quatro tipos: disjuntores de alta tensão, disjuntores magnéticos, disjuntores térmicos e disjuntores eletromagnéticos.

Disjuntores de alta tensão

Como o próprio nome diz, é um equipamento destinado para uso industrial, com capacidade de suportar alta carga de corrente, podendo chegar a valores nominais maiores que 100 ampéres.

Disjuntores térmicos

São equipamentos bastante simples e pouco utilizados hoje em dia em instalações residenciais. Sua chave de segurança é uma placa metálica de contato que esquenta e se deforma dependendo da corrente que passa por ela. Quando atinge a corrente máxima suportada pelo disjuntor, a chave é desarmada.

A vantagem é ser um dispositivo barato e que protege o sistema contra superaquecimento. Porém a desvantagem desse tipo de disjuntor é a sua imprecisão na corrente que passa pelo sistema elétrico.

Disjuntores magnéticos

São equipamentos mais robustos que contam com um sistema de bobina que gera um campo elétrico que exerce influência sob os condutores elétricos do disjuntor. Esse conjunto de sistemas é preciso em aferir a quantidade de corrente elétrica que está passando pelo sistema e desarma o disjuntor assim que ocorre um pico de carga elétrica. Por esse motivo esse dispositivo é muito utilizado quando é necessário proteger um equipamento elétrico com muita precisão.

Disjuntores termoelétricos

Esse é o tipo de dispositivo mais utilizado em instalações elétricas residenciais e comerciais e contém um sistema de proteção tanto contra surtos elétricos quanto contra sobrecargas e aquecimentos. Esse disjuntor atua com um conjunto de placas bi metálica sensível ao calor e com uma bobina – ou solenoide – que trabalha para proteger o sistema elétrico em caso de pico de corrente. No mercado esse disjuntor tem uma série de características de disparo, como por exemplo corrente nominal, curva de disparo, tensão nominal e número de polos.

E ai, já sabe o que é um disjuntor? Então corra para a loja da Elbran, lá temos várias opções de disjuntores para a sua instalação elétrica. Acesse www.elbran.com.br e conheça nossos produtos. Curta também a nossa página no Facebook e fique atualizado sobre dicas de elétrica e manutenção.

Veja também

Qual a diferença entre corrente alternada e corrente contínua?

Em algum momento você deve ter ouvido falar sobre essas nomenclaturas, mas será que você …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *